Como montar um serviço de lava-jato

 

 

 
É um sonho comum a milhares de brasileiros tornar-se dono do próprio negócio . Um dos mercados que parece estar em expansão é o de lava-jatos


A Conforme o Sebrae, o ramo de lava-jato é uma das atividades que, se dimensionada em pequeno porte, exige baixo investimento para criação de uma empresa. O retorno do dinheiro empregado para viabilizar o empreendimento é alcançado no período de um a dois anos. 

Segundo um estudo promovido pelo Sebrae, as perspectivas para os empresários que desejem entrar nesse ramo são “promissoras”. No entanto, para obter êxito na atividade, o empreendedor precisa efetuar um bom planejamento de negócios, levando em consideração principalmente a localização do futuro estabelecimento comercial.

A análise de mercado também é essencial. Conforme o Sebrae, o setor de lava-jatos caracteriza-se por apresentar clientes que procuram um serviço de qualidade aliado ao preço justo. “As pessoas também desejam ser bem recebidas. O atendimento é fundamental nesse negócio”, garante Antônio José Lima, gerente há 20 anos de uma empresa de lava-jato. 

O funcionário de um estabelecimento desse ramo também deve se especializar em uma função. Cada profissional deverá ficar responsável, conforme orientação do Sebrae, por lavar algumas partes específicas do automóvel. Dessa forma, os empregados efetuariam o serviço rapidamente e com mais qualidade. 

Outro momento de crescimento da procura pelo lava-jato, segundo o profissional, ocorre logo depois do Carnaval. Já de março a maio, ele revela que ocorre a “entresafra”. Devido a esses meses serem chuvosos, o gerente afirma que o número de clientes reduz.



Artigos relacionados:

Sobre juliano