Arquivo mensais:setembro 2010

Conheça o novo Audi RS6

O motor é um 5.0 TFSI com dois turbocompressores, injeção direta de combustível, dez cilindros em ‘V’. Gera 580 cv de potência e tem torque digno de caminhão: 66,3 kgfm entre 1.500 e 6.250 giros

Logotipo no volante de base achatada identifica a versão. Modelo também conta com paddle shifts para a troca de marchas.

A sensação de esportividade é reforçada pelo banco do motorista estilo concha e com diversos ajustes elétricos, inclusive das abas que podem inflar ou esvaziar para segurar o condutor de qualquer tamanho

Logotipo “RS6” é um indicativo de que essa perua tem más intenções.

Conjunto óptico da perua segue a identidade da Audi, com um filete de LEDs fazendo as vezes de farol baixo

Tração integral Quattro e pneus de perfil baixo 275/35 em rodas de liga leve aro 19 tornam a dirigibilidade do modelo exempla

As duas saídas de escape da perua denuncia sua vocação para acelerar. Tamanho desempenho tem seu preço: R$ 554.300.

O modelo tem freios redimensionados com discos de 390 mm na dianteira e de 356 mm na traseira.

A RS6 Avant se vale de certa sobriedade e toda a sofisticação da derivação station wagon do A6 e adiciona detalhes estéticos que a tornam mais arrojada

Com 580 cv de potência, a perua Audi RS6 não é familiar nem na aparência. Modelo conta entradas de ar anabolizadas e capô em fibra de carbono.

Fotos – Conheça o SpaceFox – Linha Sportline com motor 1.6

Interior oferece espaço e conforto aos ocupantes. Painel é o mesmo do Passat CC.

O motor é o conhecido 1.6 flex, que gera 101/104 cv (gasolina e etanol) de potência a 5.250 rpm e torque de 15,4/15,6 kgfm (gasolina e etanol) a 2.500 rpm

A configuração top Sportline vem completa de fábrica. Como opcional, a versão ainda pode receber revestimento em couro, rádio/CD/MP3 com entradas USB e SD card, volante multifuncional e Bluetooth e sensores de obstáculos traseiros, além do assento traseiro corrediço

Modelo tem um rodar macio. Calibragem da suspensão privilegia o conforto, em detrimento a um comportamento dinâmico “esperto”.

Traseira ganhou lanternas com cortes mais definidos. Espaço para as luzes tem aspecto quadrado, em contraponto ao modelo antigo, no qual predominavam círculos na lanterna

Renovada, SpaceFox não perdeu o apelo familiar. porta-malas tem capacidade de 430 e 527 litros, de acordo com a posição do banco traseiro corrediço, e de 2.800 litros com os bancos traseiros rebatidos

Perua tem perfil de monovolume e foco na praticidade de uso

A renovação tardia custou uma boa fatia de mercado à perua. O espaço, porém, vem sendo recuperado aos poucos.

O modelo inicia-se nos R$ 48.790. Completa, com todos os opcionais da versão Sportline I-Motion, bate nos R$ 59.450

Reestilizada, VW SpaceFox ganhou frente igual à do Fox. Esta, por sua vez, é inspirada no Polo europeu.

Top 10: Os Carros mais famosos do cinema

Carros e cinema mexem com a imaginação de muita gente. Quando os dois assuntos se juntam, então, costumam marca época. O DeLorean DMC, por exemplo, foi um fracasso de vendas, mas será lembrado para sempre como a máquina do tempo na trilogia “De Volta para o Futuro”. Já o Herbie, foi feito em cima do Volkswagen Fusca; não é muito difícil ver um Fusquinha fantasiado de seu personagem mais famoso rodando pelas ruas. Confira uma lista de 10 máquinas que sempre serão lembradas como personagens principais de filmes.

10 – A Supermáquina
K.I.T.T. ou a supermáquina, foi o carro mais famoso da TV nos anos 80. Ele protegia Michael Knight, um ex-agente no combate ao crime. Além dos itens especiais, vinha com uma inteligência artificial que conversava com seu dono, o que acabou transformando o carro no protagonista da história. K.I.T.T era um Pontiac Firebird 1982. Seu motor V8 acoplado a um câmbio de cinco marchas tinha 145 cv de potência e chegava a 100 km/h em 10 segundos.

9 – Christine, o carro assassino

O mundo sobrenatural adora carros. Christine é uma prova disto. O filme de 1983 é baseado em um livro de Sthepen King e conta a história de um Playmouth Fury de 1958, restaurado por um garoto e que exige uma devoção total do dono, se não, ele se vingará. Como todo filme baseado em livro, os fãs afirmam que a história original é muito superior. Não fica claro se Christine é um carro possuído, ou se existe algo a mais nele. O fato é que depois desta história, muita gente pensou duas vezes antes de xingar seu próprio carro. O Playmouth Fury de 1958 existiu somente na versão cupê e trazia um V8 de 5,0 litros (303 pol³) que fazia 240 cv brutos a 4.800 rpm.

8 – Aston Martin 007

Se tem alguém no cinema que entende de carros é James Bond. O agente secreto britânico nunca escondeu que gosta tanto de dirigir os melhores carros quanto gosta das mais belas mulheres. Daria para fazer várias listas só com os veículos dirigidos pelo 007.E os preferidos por Bond são sem dúvida os Aston Martin. O último utilizado foi o DBS V12, que apareceu em dois filmes: Cassino Royale e Quantum of Solace. No filme, o carro é cheio de itens feitos por “Q”(engenheiro do serviço secreto britânico) para ajudar 007. Na vida real, pode não disparar mísseis, mas não deixa de ser um carro especial. Com um motor de 6,0 litros, o DBS chega a ter 510 cv, e faz de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos.O cupê de duas portas chega a 307 km/h, tem câmbio manual de seis marchas ou automático, e comporta 4 passageiros.

7 – Mystery Machine

Quatro jovens, um cachorro que fala e uma van com uma pintura psicodélica. Não, não é o relato de um grupo de hippies em Woodstock. Apesar do período ser o mesmo (anos 60) os jovens não estão atrás de música, mas sim de fantasmas. Scooby-Doo foi uma das séries infantis mais famosas dos estúdios Hanna-Barbera, e um de seus personagens era a van do grupo, a “Mystery Machine”, que levava Fred, Daphne, Velma, Salsicha e Scooby-Doo por todo os Estados Unidos desvendando crimes aparentemente sobrenaturais. O carro da equipe se tornou marca registrada da série tanto como a frase: “Eu teria conseguido se não fosse estas crianças enxeridas e seu cachorro”, proferida sempre no final do episódio pelo vilão da noite. A Mystery Machine é um desenho, e seu modelo inspirador nunca foi revelado pelos autores da série. No primeiro filme “Scooby-Doo” foi utilizado uma Bedford CF 1972.

6 – Ecto 1

“Quem nós vamos chamar? Os Caça-Fantasmas!” E eles virão, é claro, no seu famoso Cadillac Miller-Meteor Ambulance 1959. A ambulância adaptada para o filme de 1984 ajuda a capturar as mais terríveis criaturas que voltaram para assombrar o nosso mundo. O Cadillac foi feito pelos três primeiros caça fantasmas, Ray, Peter e Egon, e chegou a ter mais de oito versões, incluindo as que aparecem nos desenhos animados e videogames. O Ecto 1 tem o interior todo em vermelho e branco com a marca do grupo nas portas e está cheio de parafernálias (cuja utilidade nunca foi explicada) em cima. O carro, chamado de Ecto 1, vem equipado com um motor V8 de 350 cv e uma transmissão automática. O carro tem cerca de 2,3 ton, 6,40 m de comprimento e quase 3 m de altura.

5 – Batmóvel

Falar do carro do Cavaleiro das Trevas não é fácil. Foram cinco modelos feitos para o cinema, cada um com sua característica. Mas a história de todos é igual. O Milionário Bruce Wayne constroi um carro para auxiliá-lo no combate ao crime como seu alter-ego, Batman. Todos são feitos para ajudar o paladino a escapar das situações de perigo, com itens que não serão encontrados em nenhuma concessionária.

Saindo das histórias em quadrinhos (e das telas dos cinemas), o Batmóvel sempre foi baseado em carros modificados e com potências bem reais para super-herói nenhum botar defeito. Um dos mais famosos deles foi o da série de TV Batman, na qual o personagem foi interpretado por Adam West. Com um viés mais de comédia, o carro foi feito em cima de um Lincoln Futura 1955 com um motor V8 e 330 cv. O modelo atual do Batmóvel, utilizado nos filmes Batman Begins e The Dark Knight é praticamente um tanque de guerra, bem distante do “magrelo” Lincoln 55.

Equipado com um motor de 5,0 litros da Vauxhall/GM , tem cerca de 500 cv de potência e atinge de 0 a 100 km/h em 5 segundos. No filme “The Dark Knight” (Batman- O Cavaleiro das Trevas), o Batmóvel pode se transformar no Batpod, uma moto inspirada na lendária Dodge Tomahawk com motor V10.

4 – General Lee

É o Dodge Charger 1969 praticamente indestrutível da série “Dukes of Hazzard” ou “Os Gatões“, no Brasil. O carro era parceiro da dupla Bo e Luke Duke enfrentando tanto vilões como fugindo da Policia no fictício condado de Hazzard. Encontrado pelos Dukes praticamente em ruínas, foi reconstruído para se assemelhar a um carro da NASCAR, tem suas portas soldadas, e sua marca registrada é a bandeira dos Confederados (parte sulista na Guerra Civil Americana) pintada sobre o teto.

Seu nome também é uma homenagem à guerra; General Lee foi um dos principais militares sulistas no conflito. Claro que esse não era um Charger normal. Feito especialmente para a série, tinha motor Magnum V8 de 375 cv de potência. Além de ter sido incluso um carburador de corrida, peças reforçadas de suspensão, rodas e pneus personalizados. Claro que só na ficção que um carro conseguiria sobreviver às peripécias dos Dukes.

Mesmo com uma equipe de dublês especializada, dificilmente, o carro terminava as filmagens inteiro. Mais de 150 “General Lee” foram usados na série. Havia até um guia oficial de como produzir em casa o seu próprio “General Lee”. No Guia oficial de TV da série, o autor David Hofstede incluiu uma lista de peças que seriam necessárias para construir uma réplica do General Lee, como radiador de câmbio, sistema especial de acionamento do comando de válvulas e uma bomba de óleo de alta capacidade. Só para fanáticos.

3 – Bumblebee

Ao contrário dos outros carros desta lista, que são dirigidos por heróis, Bumblebee é o herói. O Transformer é inicialmente um Chevrolet Camaro 1977, mas se transforma em uma versão conceito do modelo, inédita, e que rapidamente se tornou sonho de consumo tanto dos fãs do Camaro como dos fãs dos Transformers. Em 2009, ano do lançamento do segundo filme da série, a GM anunciou o lançamento de uma versão especial do esportivo baseado no filme. O sucesso foi tanto que as vendas dispararam no meio da crise econômica. Quem quiser conferir o Camaro de perto pode aproveitar o lançamento oficial do modelo no Brasil, no Salão do Automóvel de São Paulo que acontece em outubro. O modelo terá motor V8 de 6.2 litros com 400 cv de potência.

2 – Herbie

Se o Volkswagen Fusca é um dos carros mais conhecidos do mundo, Herbie é o mais conhecido dos Volkswagen Fusca. Afinal, quem não quer um carro inteligente, carismático e que ainda se comunica e vence corridas contra veículos bem mais potentes com manobras incríveis? Personagem principal de seis filmes dos estúdios Disney (“Se Meu Fusca Falasse”, de 1969; “As Novas Aventuras do Fusca”, de 1974; “Um Fusca em Monte Carlo”, de 1977; “A Última Cruzada do Fusca”, de 1980; “Se Meu Fusca Falasse 2”, de 1997 e o mais recente filme “Herbie – Meu Fusca Turbinado”, de 2006), a principal característica que distingue Herbie de outros Fuscas são as listras vermelhas e azuis no meio do carro, além do número 53 pintado no capô e nas portas.

O Fusca começou a ser produzido na Alemanha em 1963 pela Volkswagen. Herbie era o modelo 63, mas ao contrário dos Volkswagen normais, era equipado com o motor do Porsche 356. Posteriormente, o simpático Fusca chegou a ter motores Volkswagen de 1,8 litro com dois carburadores Holley.

1- DeLorean DMC

É a máquina do tempo mais famosa do mundo. Nos anos 80, o DeLorean DMC-12 do Dr Emmet Brown se tornou sinônimo de estilo. Mas nem sempre foi assim. Com visual único na indústria, o carro era fabricado pela DeLorean Company desde 1981. Suas portas em formato de asa de gaivota e seu exterior, todo em aço inoxidável não foram suficientes para salvar a companhia do fracasso.

Em 1982 (três anos antes do lançamento do primeiro filme), a Deloran Company abriu falência, com menos de 10 mil veículos DMC-12 produzidos. Os motivos do fracasso são obscuros e incluem até mesmo uma acusação de envolvimento com o tráfico de drogas do presidente da empresa, John Zachary DeLorean. Por muito tempo, os DMC-12 foram considerados quase sucata.

Hoje, colecionadores e fãs do filme pagam fortunas para ter um original, podendo custar até US$ 75 mil em bom estado. O DeLorean original vinha equipado com um motor V6 com 130 cv de potência com injeção de combustível produzido pelas fábricas Peugeot-Renault-Volvo. A carroceria do DeLorean era feita de plástico reforçado com fibra de vidro. O carro podia atingir 209 km/h. Quem quiser um DeLorean hoje pode ir atrás de uma réplica ou preparar o bolso e gastar a sola de sapato atrás de um proprietário disposto a vender sua preciosidade.

Fonte: iCarros