Arquivo mensais:maio 2009

Dicas para personalizar vidros do carro

Alguns acessórios realmente são proibidos por lei e devem ser respeitados – até porque você pode ter problemas ao sair com um carro irregular nas ruas. Muitas pessoas, por exemplo, procuram as oficinas de personalização por aí para a colocação de películas nos vidros, mais conhecida como insulfilm.

Como todo cuidado é pouco, preste muita atenção em algumas proibições do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Elas precisam, sim, ser respeitadas, principalmente para manter a segurança de quem está dentro e de quem está de fora do carro.

As películas refletivas dificultam a visão dos outros motoristas. O próprio nome diz: ela reflete luz. Imagine você com o farol alto numa estrada. O carro da frente tem uma dessas películas. Toda a luz que sair do seu carro irá refletir na película do outro carro e poderá voltará para seus olhos, causando um acidente.

Personalizar não significa ir contra as regras. Pense nisso antes de pedir uma destas películas para seu carro. É meio chato falar de leis, mas você precisa saber que desde 2007, o Contran decretou a lei nº 254 que deixa bem claro que a película refletiva é proibida de vez, não tem essa de colocar insulfilm com 70% de visibilidade, estas porcentagens são usadas só no caso de insulfilm preto. Então, cara, não vai cismar de colocar um vidro prata ou dourado, como vejo direto por aí.

Existem outras soluções que usamos aqui para personalizar até os vidros dos carros do Lata Velha, por exemplo, os vidros jateados, que são permitidos por Lei e, com certeza, você será um dos poucos que terá a caranga com esse visual.

O jateamento é comum em vidros usados em casas, mas nos carros também dão uma cara nova. Você pode mandar desenhar um símbolo e até mesmo a foto de alguém. Vale tudo!

Existem empresas especializadas na fabricação de vidros jateados. Este tipo de trabalho é feito com uma máquina pressurizada que joga areia de quartzo até formar o desenho desejado. Mas é bom estar atento: não tente fazer isso em casa, hein?! A técnica é bem trabalhosa.

Nunca deixe fazerem o jateamento na parte da frente do carro e, muito menos, no vidro traseiro, pois a visão será prejudicada.
Mesmo com algumas restrições de visibilidade, ainda é melhor, e dentro da lei, personalizar seu vidro com desenhos jateados em partes mínimas do que encher seu carro com películas refletivas.

Você pode não saber personalizar, mas tem de conhecer alguns detalhes básicos para não se meter em uma enrascada. Não se esqueça de procurar sempre bons profissionais!

Conheça a nova geração do Carro Opel Meriva


As imagens da Opel Meriva Concept podem não ter convencido a todos do que já sabíamos, ou seja, que a empresa adotará portas suicidas na nova geração de sua minivan compacta, sistema que a General Motors resolveu chamar de FlexDoors. Pois, para quem não se deu por satisfeito, o disfarce continua presente, mas não esconde mais o sistema tão bem quanto o primeiro flagrante que fizemos, em dezembro de 2007.

Além do sistema diferente de abertura das portas, a traseira da minivan também será bastante diferente. Ainda há disfarce no protótipo, mas bem mais leve e revelador. O aspecto geral da minivan, aliás, mostra que ela terá um desenho mais conservador do que gostaríamos, um tanto quadrado. A nova minivan terá também os econômicos motores a diesel da Opel, infelizmente ainda proibidos para os brasileiros.

Um dos maiores orgulhos da indústria automotiva brasileira foi a Opel ter de admitir que o desenho da Meriva, ao contrário do que havia sido dito antes, era de responsabilidade dos projetistas da Chevrolet do Brasil. Pois a chegada da nova versão da minivan compacta na Europa, exibida nestas fotos e nessa projeção por computador, vai colocar à prova a capacidade do braço brasileiro da empresa de se manter atualizado.

A plataforma da Meriva é possivelmente a mesma do Corsa D. Apesar de essa plataforma não estar prevista para o Brasil, a atual plataforma do Corsa “vestirá” a aparência do modelo europeu com o projeto Viva.

Em todo caso, quem sabe com o projeto Viva não surja a oportunidade de fazer, também no Brasil, a nova Meriva? Torçamos por uma mudança de rumos e por uma eventual surpresa. Uma assim seria mais do que bem-vinda.